© 2023 por JUST DESIGN | ESTÚDIO MULTIMÍDIA

logo-2d-sem-site.png

Valor: GRATUITO    Recomendação: Livre

 

Descrição: “De Tempos Somos – um sarau do Grupo Galpão”. Pesquisa de texto Eduardo Moreira. Direção Lydia Del Picchia e Simone Ordones. Com Grupo Galpão (Belo Horizonte/MG). A Petrobras é Patrocinadora do Grupo Galpão.

Release: Fiel ao seu propósito de experimentação e de busca de linguagens, o Galpão lança o projeto de um sarau literário- musical, em que músicas do repertório dos espetáculos do grupo são revisitadas. Acompanhadas de textos de diferentes autores como Calderón de La Barca, Baudelaire, Bertolt Brecht, entre outros, as músicas conhecidas do público pelos espetáculos do grupo, são recontextualizadas e recordadas. Recordadas na sua origem latina de
tornar a passar pelo coração. Com direção de Lydia Del Picchia e Simone Ordones, o trabalho se propõe a ser uma experimentação que foge ao rótulo de um espetáculo, lançando aos atores do grupo o desafio da renovação tanto no material artístico como na relação com o público.


Retirada dos ingressos na bilheteria do SESC dia 13/06, a partir das 10h.

13/06 às 

20h00

Teatro do SESC Santos

DE TEMPOS SOMOS – UM SARAU DO GRUPO GALPÃO

Valor: GRATUITO    Recomendação: 14 anos

 

Descrição: “Lágrimas de Laura¨. Texto e atuação Priscila Ribeiro. Direção Juliana do Espírito Santo. Com Cia. de Teatro Vozavó. (Santos/SP).

Release: A resposta à dor do não pertencimento vivido pelos descendentes dos povos sequestrados da África é o norte deste espetáculo, que se inspira na vida de mulheres negras e no pensamento de intelectuais também negras. Um brado contra a força inumana imputada pelos colonizadores às mulheres e aos homens escravizados e que perdura ainda hoje.

14/06 às 19H15

TESCOM | Escola de Teatro (Av. Cons. Rodrigues Alves, 195)

LÁGRIMAS DE LAURA

Valor: GRATUITO    Recomendação: Livre

 

Descrição: “Benjamin – O Filho da Felicidade¨. Texto Ronaldo Fernandes. Direção Miriam Vieira. Com Cia. Trilha de Teatro (São Vicente/SP).

Release: Benjamin de Oliveira - palhaço, ator, compositor, ensaiador, figurinista, autor, produtor - foi um dos criadores do circo-teatro brasileiro. O espetáculo apresenta um recorte da história deste importante artista como ponto de partida para levantar questões relacionadas à afirmação da identidade negra no Brasil, com foco maior no campo das artes.

14/06 às 21H00

TESCOM | Escola de Teatro (Av. Cons. Rodrigues Alves, 195)

BENJAMIN – O FILHO DA FELICIDADE

Valor: GRATUITO    Recomendação: Livre

 

Descrição: “Le Cirque du Sónois” – Dramaturgia e Direção Djaelton Quirino, Assistência de Direção Carol Arcoverde. Com Grupo Ovorini (Sete Lagoas/MG) e Teatro de Retalhos (Arcoverde/PE).

Release: Dois palhaços trazem na bagagem seu repertório de números em sete cenas carregadas de magia circense. Com uma pincelada de dança e grandes porções de palhaçada, o resultado vai do cômico ao virtuoso, trazendo o público como peça chave do espetáculo, já que a interação com os palhaços é constantemente estabelecida.

16/06 às 11H00

Concha Acústica (Orla da Praia – Canal 3)

LE CIRQUE DU SÓNOIS

Valor: GRATUITO    Recomendação: Livre

 

Descrição: “Circo Bella” – Roteiro e Direção Plínio Augusto Soares. Com Bella Cia. (São Paulo/SP).

Release: Circo Bella mostra um dono de Circo que está à espera de seu único e melhor funcionário, o Palhaço Néio que sempre chega atrasado e é obrigado a se desdobrar para desempenhar o papel de todos os artistas do Circo, causando muitas gargalhadas com seus números atrapalhados.

19/06 às 12H30

Praça Mauá (Centro)

CIRCO BELLA

Valor: GRATUITO    Recomendação: 14 anos

 

Descrição: “Nostalgia do Amor Ausente”. Texto Walmor Santos. Adaptação e Atuação Pri Calazans. Direção Deia Oliveira. Com a Cia. 2 de Teatro (Santos/SP).

Release: Baseado no conto do autor gaúcho, Walmor Santos, “Nostalgia do Amor Ausente” traz à tona a reflexão sobre a ausência do amor perdido. A montagem do monólogo propõe a loucura e a realidade para que o espectador através de seu olhar, perceba e se sinta à vontade para mergulhar de modo poético nas dores ora da personagem, ora da atriz, ora de nós mesmos.

19/06 às 20H00

Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100)

NOSTALGIA DO AMOR AUSENTE

Valor: GRATUITO    Recomendação: 16 anos

 

Descrição: “Mulheres Poetas – Raízes Portuguesas”. Pesquisa e atuação Orleyd Faya. Ator e Músico convidado Wagner Bastos. Direção Tanah Corrêa. (Santos/SP).

Release: Espetáculo composto por poemas, mostrando a influência portuguesa nas vozes de mulheres poetas de Portugal e de suas ex-colônias. O objetivo é revelar, através das obras escritas nessa língua navegante, o contexto histórico, político, social e cultural dos diversos países de língua portuguesa.

20/06 às 21H00

Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100)

MULHERES POETAS – RAÍZES PORTUGUESAS

Valor: GRATUITO    Recomendação: Livre

 

Descrição: “Fontainebleau”. Dramaturgia Plínio Augusto Soares. Texto Paulo Barros e Plínio Augusto Soares. Direção Carlos ABC. Com a Bella Cia. (São Paulo/SP).

Release: Os pintores impressionistas Claude Monéio (palhaço Néio) e Auguste Fenoir (palhaço Feno) vão para a floresta Fontainebleau juntamente com sua “Criada” Floris e o amigo Garaparic Chopin, em busca de inspiração para pintar.

21/06 às 12H30

Praça Mauá (Centro)

FONTAINEBLEAU

Valor: GRATUITO    Recomendação: 16 anos

 

Descrição: “Uma Mulher Impossível”. Texto e Direção Djalma Thürler. Assistente de direção Duda Woyda. Com a ATeliê voadOR Companhia de Teatro (Salvador/BA).

Release: Uma mulher impossível encerra a trilogia ‘Solos Menores’, da ATeliê voadOR Companhia de Teatro, e é um convite a se pensar, em nome de todas as mulheres, sobre o machismo, a violência e a pornografia feminina. O processo de encenação se define como performativo, explorando os jogos com sistemas de representação e realidade X ficção.

21/06 às 19H00

TESCOM | Escola de Teatro (Av. Cons. Rodrigues Alves, 195)

UMA MULHER IMPOSSÍVEL

Valor: GRATUITO    Recomendação: 16 anos

 

Descrição: “O Suicídio Mais Bonito do Mundo”. Texto e Atuação Mariana Nunes. Direção Fabiano Di Melo. (Cubatão/SP).

Release: Partindo dos estudos feitos sobre os crescentes índices de suicídio no país e na Baixada Santista, foi abordado os sentimentos de um corpo que chega ao ato de tirar a própria vida. O espetáculo lida sutilmente e sem buscar explicações, com assuntos como a depressão, a vida em sociedade, carreira artística e solidão.

21/06 às 19H15

Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100)

O SUICÍDIO MAIS BONITO DO MUNDO

Valor: GRATUITO    Recomendação: 14 anos

 

Descrição: “Resíduos”. Dramaturgia Coletiva de Dario Félix, Felippe Alves, Marcus Di Bello e Paola Caruso. Direção Dario Félix. (Santos/SP).

Release: A obra propõe uma reflexão sobre o que deixamos nas pessoas e no mundo e o que o mundo e as pessoas deixam em nós. Materialmente, restam o embrulho do presente, a casca da fruta, a xícara quebrada. Imaterialmente, o cheiro do perfume, o último olhar, o abraço afetuoso. A peça é sobre tempo e impermanência; é sobre esse sentimento de incompletude: é sobra, refugo, lembrança vaga.

21/06 às 21H00

Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100)

RESÍDUOS

Valor: GRATUITO    Recomendação: Livre

 

Descrição: “Suíte - Sonho de Uma Noite de Verão”. Direção Marcelo Marinho. Com o Núcleo de Teatro Musical (Santos/SP).

Release: O espetáculo traz uma releitura musical do clássico de Shakespeare. Com composições autorais para o espetáculo, o texto se transforma em uma comédia musical, transmitida em linguagem popular pelos contadores do Núcleo de Teatro Musical.

22/06 às 20H00

Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100)

SUÍTE – SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO

Valor: GRATUITO    Recomendação: 14 anos

 

Descrição: “Que os Outros Sejam O Normal”. Dramaturgia e Direção Djalma Thürler. Diretor assistente Marcus Lobo, com a ATeliê voadOR Companhia de Teatro (Salvador/BA).

Release: Um homem e uma mulher em cena reivindicam o direito de serem monstros. Duda Woyda e Mariana Moreno se aventuram na construção de uma dramaturgia híbrida que desloca o público do lugar de conforto e o convida para a construção conjunta do espetáculo.

23/06 às 20H00

Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100)

QUE OS OUTROS SEJAM O NORMAL

Valor: 15h - Gratuita /  20h - R$10,00    Recomendação: Livre

 

Descrição: “O Show tem Que Continuar”. Direção Artística Luciana Las. Direção Geral Alexandre Las, com o  Studio Las Cia. de Dança (Santos/SP).

Release: Uma obra atemporal que discute a convergência e a divergência do olhar contemporâneo sobre a dança, retratando o cotidiano dos bailarinos a partir de suas rotinas.

27/06 às
15H00 20H00

Teatro Municipal Braz Cubas (Av. Sen. Pinheiro Machado, 48)

O SHOW TEM QUE CONTINUAR

Valor: GRATUITO    Recomendação: Livre

 

Descrição: “Orquestra Sinfônica Municipal de Santos”. Regência José Consanti (Santos/SP).

Release: O programa conta com a apresentação de peças de H. Purcell, D. Buxtehude, A. Corelli e G. Ligeti.


Retirada dos ingressos a partir das 14h, na bilheteria do teatro.
 

27/06 às
20H30

Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237)

ORQUESTRA SINFÔNICA MUNICIPAL DE SANTOS